6ºC Nevogilde

Abril 16 2009

Luísa Ducla Soares

 

  

Luísa Ducla Soares é uma escritora portuguesa que se tem dedicado especialmente à literatura infantil.

Nasceu em Lisboa a 20 de Julho de 1939 e licenciou-se em Filologia Germânica.

Iniciou a sua actividade profissional como tradutora, consultora literária e jornalista, tendo sido directora da revista de divulgação cultural " Vida " ( de 1971 a 1972).

Colaborou em diversos jornais e revistas, estreou-se com um livro de poemas, " Contrato", em 1970.

Foi adjunta do Gabinete do Ministro da Educação (1976- 1978).

Trabalha desde 1979 na Biblioteca Nacional onde iniciou a sua actividade realizando uma bibliografia de literatura para crianças e jovens em Portugal. Aí organizou numerosas exposições, sendo actualmente assessora desta instituição e responsável pela Área de Informação Bibliográfica.

Orientando-se preferencialmente para a literatura destinada a crianças e jovens, publicou mais de 80 obras.

É sócia fundadora do Instituto de Apoio à Criança.

Escreveu guiões televisivos e preparou diversos sites de Internet, nomeadamente os da Presidência da República durante o mandato de Jorge Sampaio.

Elaborou para o Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, para o Ministério da Educação e Fundação Gulbenkian diversas publicações selectivas da literatura infantil nacional e internacional. Vários poemas seus foram musicados, tendo sido editado em 1999 um CD com letras exclusivamente de sua autoria musicados por Susana Ralha. Intitula-se 25 por ser constituído por 25 canções e se integrar na comemoração dos 25 anos da Revolução de 25 de Abril.

Junto de escolas e bibliotecas desenvolve regularmente acções de incentivo à leitura.

Participa frequentemente em colóquios e encontros, apresentando conferências e comunicações sobre problemática relacionada com os jovens e a leitura e sobre literatura para os mais novos. Recusou, por motivos políticos, o Grande prémio de Literatura Infantil que o SNI pretendeu atribuir-lhe pelo livro " História da Papoila " em 1973.

Recebeu o Prémio Calouste Gulbenkian para o melhor livro do biénio 1984-1985 por " 6 Histórias de Encantar" e foi galardoada com o Grande Prémio Calouste Gulbenkian pelo conjunto da sua obra em 1996.

Em 2004 foi seleccionada como candidata portuguesa ao Prémio Hans Christian Andersen

As suas obras encontram-se traduzidas em diversos línguas, nomeadamente francês, catalão, basco e galego.

 

Tânia Lopes, nº 26 

publicado por PortalC às 19:08

Ana Catarina, Ana Rita, Janete, Bruna, Carlos, Célia, Cidália, Cláudia, Cristiana, Diana Sousa, Diana Leal, Diogo, Filipa, Igor, Joaquina, José Manuel, José Pedro, Lisandro, Luís Paulo, Luís Pedro, Magda, Mónica, Paula, Pedro, Rui e Tânia
Fotos da turma
mais sobre mim
pesquisar
 
Trabalhos de EVT